Resenha: “O Iluminado” – Stephen King

O Iluminado

Autor: Stephen King

Editora: Suma de Letras

Número de páginas: 463

Avaliação: 5 / 5

Sinopse: O romance, magistralmente levado ao cinema por Stanley Kubrick, continua apaixonando (e aterrorizando) novas gerações de leitores.

A luta assustadora entre dois mundos.

Um menino e o desejo assassino de poderosas forças malignas.

Uma família refém do mal.

Nesta guerra sem testemunhas, vencerá o mais forte.

Danny Torrance não é um menino comum. É capaz de ouvir pensamentos e transportar-se no tempo. Danny é iluminado. Será uma maldição ou uma bênção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook.

Em O iluminado, quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador no velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se das convulsões que assustam a família.

Só que o Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu-se de enterrar velhos ódios e de cicatrizar antigas feridas, e espíritos malignos ainda residem nos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. É uma sentença de morte. E somente os poderes de Danny podem fazer frente à disseminação do mal.

Esse livro conta a história da família Torrance. O pai Jack é um ex-alcoólatra e Danny, seu filho, tem visões do futuro e do pensamento das pessoas.

Após Jack perder o emprego, sua família se muda e ele aceita trabalhar no Hotel Overlook como zelador de inverno. Então ele, sua esposa Wendy e Danny vão passar alguns meses nesse hotel isolado, sozinhos e sem ter como sair devido à neve. Logo, Danny começa a ter visões cada vez mais macabras, e nem mesmo seus pais estão livres da fúria do hotel. Todos são levados a duvidar do limite da realidade e do imaginário nesse livro de suspense/terror, que é um dos mais aclamados do gênero.

Esse foi o primeiro livro que eu li de Stephen King, e com certeza pretendo ler outras obras do autor. A narrativa é fluída, fácil de ler, e a história prende a atenção do leitor até o desfecho final. Gostei do desenrolar, me apeguei ao pequeno Danny e torci para que tudo desse certo. Fiquei bastante envolvida com a história, e surgiam momentos em que eu queria gritar para o personagem: “Não faça isso!” ou “Não vá aí!”.

Esse foi o tipo de livro que me fez prometer que leria somente mais um capítulo antes de dormir, mas acabava lendo muito mais. Tanto que só fui dormir ontem à noite quando terminei de ler a última página.

A edição que li é ótima: as páginas são amareladas e as letras têm um tamanho bom. Acho que o livro poderia ser melhor revisado, porque há alguns pequenos erros de concordância e tal, mas nada que atrapalhasse a leitura.

Com certeza eu indico esse livro.

E digo mais uma coisa: nunca na minha vida irei me hospedar no Hotel Overlook.

Abraço,

Maria Luiza.

Anúncios

4 comentários sobre “Resenha: “O Iluminado” – Stephen King

  1. Adorei sua resenha e ultimamente tenho ouvido críticas sensacionais sobre o autor que estou sentindo muita vontade de ler algum livro dele. E olha que não sou adepta a leitura desse gênero. Quero ler A coisa, que foi um dos que selecionei o mais rápido possível. Rs
    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s