Resenha: “Os Elefantes Não Esquecem” – Agatha Christie

Os Elefantes Não Esquecem

Autora: Agatha Christie

Editora: Nova Fronteira

Número de páginas: 168

Avaliação: 4 / 5

Sinopse:

Perguntada a respeito da intrigante morte dos pais de sua afilhada, ocorrida há catorze anos, a escritora Ariadne Oliver não vê outra alternativa senão pedir ajuda a seu velho amigo, o detetive Hercule Poirot. Afinal, o que exatamente aconteceu no penhasco onde o casal foi encontrado? Será que um atirou no outro e, em seguida, tirou a própria vida? Ou teria sido um pacto suicida? É chegado o momento de desenterrar velhas lembranças e tentar dar algum sentido a essa surpreendente história.

A escritora de romances policiais Ariadne Oliver, que não tem o costume de comparecer a eventos sociais, decide ir a um almoço dedicado a pessoas interessadas na literatura. Durante uma conversa, a Sra. Burton-Cox, até então desconhecida pela autora, questiona sobre a misteriosa morte dos pais de Celia Ravenscroft, afilhada da Sra. Oliver.

“Quero saber, pois tenho certeza de que a senhora sabe, ou pelo menos tem alguma informação a respeito, se a mãe dela matou o pai ou se foi o pai quem matou a mãe.”

Então a escritora é tomada pelas recordações de muito tempo atrás, quando soube da notícia de que Lady Ravenscroft e seu marido foram encontrados mortos num penhasco, com uma arma entre os dois. Na época, a polícia supôs que ocorrera um pacto de morte, embora não se tivesse conhecimento de quem matara o outro e logo após se suicidara ou por quê.

Logo, determinada a descobrir a verdade, ela entra em contato com seu amigo Hercule Poirot, que a ajudará nas investigações para descobrir o que realmente ocorreu naquele dia fatídico.

Minhas impressões:

Embora eu já tivesse ouvido falar que o desfecho desse livro não era um dos mais surpreendentes, ainda assim senti uma pontada de decepção quando isso se confirmou. Sim, eu gostei bastante do desenrolar das investigações, mas confesso que tenho altas expectativas sobre quase todos os livros da autora e esperei até a última folha que ocorresse uma reviravolta na solução dada.

Apesar disso, a leitura foi muito rápida e divertida. O personagem Hercule Poirot é, sem dúvida, um dos mais interessantes na literatura.

Gostaria de chamar atenção ao significado do título da obra. O livro recebe esse nome porque a Sra. Oliver, ao iniciar as investigações, diz que terá de entrar em contato com os “elefantes”, ou seja, pessoas que certamente terão lembranças da época em que ocorreram as mortes. A personagem faz essa comparação devido à boa memória dos elefantes, que têm a capacidade de recordar acontecimentos, mesmo após muito tempo.

“É minha tese: os elefantes não esquecem. Portanto, tenho que entrar em contato com alguns elefantes.”

Portanto, recomendo sim esta leitura, mas tenha em mente que o desfecho não é impressionante como outras obras da autora (até porque, tendo escrito mais de oitenta romance, contos e peças, torna-se cada vez mais difícil superar suas principais histórias).


Espero que tenham gostado da resenha de hoje!

Comentem aqui se já leram e o que acharam!

Até a próxima!

PS.: Há um lado positivo em tudo isso: pelo menos uma vez consegui descobrir a solução das investigações de um livro da Agatha (e estou me sentindo uma verdadeira detetive, hehe  🙂 ).

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: “Os Elefantes Não Esquecem” – Agatha Christie

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s