TOP 5: Livros Favoritos de 2015

Oi, gente!

O ano já está acabando, então hoje decidi listar minhas melhores leituras de 2015. Provavelmente vocês já sabem quais são, porque eu sempre tento recomendá-las nas tags, mas essa é só uma maneira de deixar registrado.

1 – “Assassinato no Expresso Oriente” – Agatha Christie ❤

Eu acho que já comentei sobre os livros da Agatha Christie umas mil vezes aqui no blog e fora dele também, hehe! Esse livro irá mostrar as investigações do famoso detetive Hercule Poirot ( ❤ ) para descobrir quem assassinou um dos passageiros do Expresso Oriente. Essa história é viciante, e não é à toa que seja uma das obras mais conhecidas da autora.

2 – “Orgulho e Preconceito” – Jane Austen ❤

Gente, eu não sei explicar como esse livro é incrível ❤ Os diálogos são repletos de ironia e críticas à sociedade da época! Super recomendo essa leitura! Para saber mais, acessem a  resenha que eu fiz recentemente aqui no blog.

3 – “Toda Luz Que Não Podemos Ver” – Anthony Doerr ❤

Outro livro que vocês devem estar cansados de tantas recomendações que já fiz… “Toda Luz Que Não Podemos Ver” se passa durante a Segunda Guerra Mundial e irá contar a história da francesa Marie-Laure e do alemão Werner, que terão seus destinos cruzados em dado ponto do livro. Essa história é simplesmente perfeita ❤ Leiam, por favor!

4 – “It – A Coisa” – Stephen King ❤

Eu amei esse livro ❤ Ele irá contar a história de um grupo de amigos que tentam deter a Coisa, uma criatura que vem causando pânico na pequena cidade de Derry. Já fiz resenha dele aqui no blog, se quiserem dar uma olhada cliquem aqui.

5 – “O Morro dos Ventos Uivantes” – Emily Brontë ❤

Li esse livro no início do ano e me apaixonei pela história ❤ “O Morro dos Ventos Uivantes” irá contar a história de Heathcliff e Catherine, amigos de infância que vivem uma paixão proibida. Contudo, ambos são obrigados a se separarem, provocando a ira de Heathcliff, que planeja vingança. Há uma palavra que define essa leitura para mim: instigante. A todo momento desejamos saber o que acontece com cada personagem. Super recomendo para aqueles que, assim com eu, desejam começar a ler clássicos!


Bem, foi isso!

Desejo um feliz Natal a todos! Que 2016 seja um ano de ótimas leituras, hehe!

Até a próxima!

TAG: Cachorros Literários

Oi, gente!

Hoje eu vou responder essa TAG criada pela Vanessa Chanice, que reúne duas coisas que eu adoro: cães e livros ❤

Fonte: Popsugar

Vamos começar!

1 – Shih Tzu: Um livro que você leu porque estava na moda

Eu comecei a ler “Os Instrumentos Mortais” por ser uma série popular e acabei não gostando muito dos dois primeiros livros, mas continuei insistindo na leitura e o terceiro e o quarto livros me conquistaram.

2 – Pit Bull: Um livro que você ainda não leu ou demorou para ler porque estava intimidado pela leitura

Depois que eu li e adorei “O Iluminado”, fiquei com muita vontade de ler “It – A Coisa”, pois era um dos livros mais elogiados do Stephen King. Porém, devido ao número de páginas, sempre tive receio de iniciar a leitura, que só realizei algum tempo depois e acabei amando! (Resenha aqui)

3 – Pinscher: Um livro que fizeram ‘barulho demais’ quando foi lançado, mas que não fez jus aos comentários

Muitas pessoas amam esse livro, mas eu achei normal.

4 – Vira Lata: Um livro que não é muito valorizado ou conhecido, mas que é o melhor livro do mundo

Eu adorei o livro “Uma Chama Entre As Cinzas”, mas não vi muita gente comentando sobre ele aqui no Brasil (infelizmente). (Resenha aqui)

5 – Pastor: Um livro que você não empresta pra ninguém

Escolhi essa edição maravilhosa contendo três livros da Jane Austen (que ganhei recentemente e estou apaixonada!) para representar todos da minha estante!

6 – Salsichinha: Um livro que tem ‘muito corpo pra pouco perna’, ou seja, que poderia ter sido encurtado pela metade, porque tem muita encheção de linguiça

Não consegui pensar em nenhum livro, desculpa!

7 – Labrador: Um livro que é sua melhor lembrança da infância

Eu sei que essa resposta é clichê, mas não tem como pensar na infância sem lembrar de Harry Potter ❤


Bem, por hoje foi só!

Espero que tenham gostado do post!

Até a próxima!

Resenha: “It – A Coisa” – Stephen King

Autor: Stephen King

Editora: Suma de Letras

Número de páginas: 1104

Avaliação: 5 / 5

Sinopse: 

Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em ‘It – A Coisa’, clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

Abalado com a morte do irmão, Bill Denbrough encontra consolo na companhia de seus amigos: Eddie, Ben, Richie, Beverly, Stan e Mike. Quando uma série de assassinatos brutais começa a ocorrer na cidade de Derry, eles se unem para derrotar a Coisa e vingar a morte do pequeno George. Juntos, derrotam a criatura e fazem uma promessa de que, se ela voltasse a atacar, todos eles retornariam à cidade para enfrentá-la novamente.

“— Eles flutuam — rosnou a coisa —, eles flutuam, Georgie, e quando você estiver aqui embaixo comigo, também vai flutuar…”

Aproximadamente 28 anos depois, Mike, o único deles a permanecer em Derry, liga para todos comunicando que a Coisa está de volta. Com os acontecimentos da infância esquecidos na memória, eles terão que descobrir o que aconteceu naquele verão de 1958 para poderem matar a criatura que está causando pânico mais uma vez na pequena cidade.

Apesar da quantidade de páginas, a narrativa fluiu muito bem. Os personagens do livro são maravilhosos: cada um deles tem seus próprios problemas e peculiaridades. O autor também criou a Coisa com maestria. Pennywise, que geralmente assume a aparência de um palhaço, representa a personificação do medo, adquirindo a forma daquilo que mais assusta quem o vê.

“Sou todo pesadelo que você já teve”

Ainda que seja um livro de terror, a história foca no crescimento e amadurecimento dos personagens principais e em como a amizade deles os ajudou a enfrentar seus piores medos. “It – A Coisa” retrata também cenas violentas, fazendo uma crítica aos diversos tipos de preconceito e pondo em dúvida a sanidade dos seres humanos.

O desfecho da história foge do convencional, mostrando mais uma vez a capacidade do Stephen King de prender a atenção do leitor até a última página.

Um aspecto que achei interessante foi o fato de um dos personagens de “O Iluminado” – Dick Hallorann – ser mencionado ao decorrer do livro, o que de alguma maneira conferiu uma certa veracidade à história.

Se você, assim como eu, está com medo de começar a ler “It- A Coisa” devido ao tamanho do livro, pode começar a lê-lo tranquilamente. As páginas passam voando e, quando nos damos conta, a história já acabou, deixando nós leitores com saudades desses personagens incríveis e cativantes.

E vocês? Já leram “It – A Coisa”? Se sim, falem aqui nos comentários o que acharam!

Espero que tenham gostado da resenha!

Até a próxima!

Favoritos de Novembro/2015

Oi, gente! Esse mês eu assisti e li muita coisa legal, então decidi compartilhar hoje com vocês.

Logo no início do mês, assisti à essa série fantástica da BBC. “Sherlock” narra as investigações do famoso detetive Sherlock Holmes e seu ajudante John Watson na cidade de Londres do século XXI. Os personagens são maravilhosos – principalmente Sherlock e Moriarty! Sério, não tem como não amar essa série! Até agora foram lançadas três temporadas, com três episódios de uma hora e meia cada uma, e todas estão disponíveis no Netflix. O único problema é que agora eu vou ter que esperar pela próxima temporada, que só será filmada em 2016.

É claro que não tinha como deixar “Jogos Vorazes” de fora! Eu simplesmente AMO essa trilogia e estava esperando ansiosamente por esse último filme (que eu ADOREI!). Fiz até um post sobre o que eu achei dele – quem quiser dar uma olhada clique aqui.

Esse é só o segundo livro que eu estou lendo do Stephen King, mas ele já se tornou um dos meus autores favoritos! Apesar de ainda estar na metade de “It, A Coisa”, tenho certeza de que será uma das melhores leituras de 2015!


Bem, é isso!

Espero que tenham gostado do post!

Até a próxima!

Resenha: “O Iluminado” – Stephen King

O Iluminado

Autor: Stephen King

Editora: Suma de Letras

Número de páginas: 463

Avaliação: 5 / 5

Sinopse: O romance, magistralmente levado ao cinema por Stanley Kubrick, continua apaixonando (e aterrorizando) novas gerações de leitores.

A luta assustadora entre dois mundos.

Um menino e o desejo assassino de poderosas forças malignas.

Uma família refém do mal.

Nesta guerra sem testemunhas, vencerá o mais forte.

Danny Torrance não é um menino comum. É capaz de ouvir pensamentos e transportar-se no tempo. Danny é iluminado. Será uma maldição ou uma bênção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook.

Em O iluminado, quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador no velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se das convulsões que assustam a família.

Só que o Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu-se de enterrar velhos ódios e de cicatrizar antigas feridas, e espíritos malignos ainda residem nos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. É uma sentença de morte. E somente os poderes de Danny podem fazer frente à disseminação do mal.

Esse livro conta a história da família Torrance. O pai Jack é um ex-alcoólatra e Danny, seu filho, tem visões do futuro e do pensamento das pessoas.

Após Jack perder o emprego, sua família se muda e ele aceita trabalhar no Hotel Overlook como zelador de inverno. Então ele, sua esposa Wendy e Danny vão passar alguns meses nesse hotel isolado, sozinhos e sem ter como sair devido à neve. Logo, Danny começa a ter visões cada vez mais macabras, e nem mesmo seus pais estão livres da fúria do hotel. Todos são levados a duvidar do limite da realidade e do imaginário nesse livro de suspense/terror, que é um dos mais aclamados do gênero.

Esse foi o primeiro livro que eu li de Stephen King, e com certeza pretendo ler outras obras do autor. A narrativa é fluída, fácil de ler, e a história prende a atenção do leitor até o desfecho final. Gostei do desenrolar, me apeguei ao pequeno Danny e torci para que tudo desse certo. Fiquei bastante envolvida com a história, e surgiam momentos em que eu queria gritar para o personagem: “Não faça isso!” ou “Não vá aí!”.

Esse foi o tipo de livro que me fez prometer que leria somente mais um capítulo antes de dormir, mas acabava lendo muito mais. Tanto que só fui dormir ontem à noite quando terminei de ler a última página.

A edição que li é ótima: as páginas são amareladas e as letras têm um tamanho bom. Acho que o livro poderia ser melhor revisado, porque há alguns pequenos erros de concordância e tal, mas nada que atrapalhasse a leitura.

Com certeza eu indico esse livro.

E digo mais uma coisa: nunca na minha vida irei me hospedar no Hotel Overlook.

Abraço,

Maria Luiza.